Seminário CERCIFAF – CENTRO EUROPEU EUROPE DIRECT

Promovido pela CERCIFAF em parceria com o Centro Europeu Europe Direct de Entre Douro e Minho, teve lugar no Museu D. Diogo de Sousa, em Braga, no dia 03/12/2010, o Seminário "Combate à Exclusão" e "Caminhos para a Inclusão".

O evento decorreu no âmbito do Ano Europeu do Combate à Pobreza e à Exclusão Social (AECPES), a que se juntou a celebração do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Os trabalhos tiveram início com um Desfile de Bandeiras dos 27 países da União Europeia, ao som do Hino da Europa e ainda uma coreografia "o Momento" da cantora irlandesa Enya, apresentada por jovens que frequentam as diversas valências da CERCIFAF, que muito sensibilizou os presentes.

Boletim Informativo CERCIFAF – Novembro/Dezembro de 2010 7

Foto

No primeiro painel, "Combate à Exclusão" presidido pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, Dr. António Braga, participaram a Dr. Isabel Silva, Conservadora do Museu D. Diogo de Sousa, Dr.ª Palmira Maciel, Vereadora da Acção Social e Educação da Câmara Municipal de Braga, Eng.º Abraão Veloso, em representação do Centro Europe Direct, Dr. Lino Silva, Presidente da Direcção da CERCIFAF e Dr. Edmundo Martinho, Coordenador Nacional do AECPES.

Num auditório completamente lotado e em que marcaram presença diversas autoridades civis e militares, será de registar o elevado número de presidentes de Câmara Municipais do distrito de Braga. Das intervenções será de destacar as proferidas pelo Dr. Lino Silva, que publicamos na íntegra noutro local deste boletim, da Dr.ª Palmira Maciel, que salientou os desafios que a Câmara Municipal de Braga enfrenta na integração de pessoas com deficiência bem como no apoio à educação, a saúde, o emprego, lazer e desporto bem como nas acessibilidades. Por sua vez o Dr. Edmundo Martinho, começou por referir que todos somos convidados para fazermos o melhor para que os cidadãos com deficiência e outros públicos desfavorecidos tenham acesso aos direitos e á qualidade comum a todos os Homens. Prosseguindo afirmou que "O nosso país tem condições para continuar a desenvolver o trabalho contra a exclusão, em particular com as pessoas com deficiência. A terminar prestou homenagem às instituições que as apoiam dizendo que nos últimos anos têm feito um grande trabalho, referindo a CERCIFAF como um bom exemplo a seguir nesta área. A terminar o painel, interveio o Secretário de Estado, Dr. António Braga que garantiu que "as instituições podem contar com o apoio e empenho do Estado na construção de uma sociedade mais justa e mais inclusiva!". Destacou o trabalho realizado pela CERCIFAF no atendimento às pessoas com deficiência e destacou também o trabalho das organizações portuguesas de solidariedade que actuam junto das comunidades portuguesas. No segundo Painel "Caminhos para a Inclusão", moderado pelo Jornalista do Correio do Minho Dr. Paulo Monteiro, participaram o Dr. Eduardo Graça, da Cooperativa António Sérgio para a Economia Social; Professor Doutor Ivo Domingos, da Rede Europeia Anti- Pobreza, Núcleo de Braga; Professor António Braga, Coordenador da Educação Especial da Escola Secundária de Maximinos, Braga; Dr.ª Margarida Araújo, da Associação Criar Novas Oportunidades à Deficiência; D. Maurícia Mendes, gerente da Nova Extral e Sónia Fernanda, ex-formanda da CERCIFAF.

Boletim Informativo CERCIFAF – Novembro/Dezembro de 2010 8

Neste painel destacamos o testemunho da representante da Firma Nova Extral que a determinado momento afirmou – "Quando em 2001 decidimos aceitar o desafio de receber o Nuno, formando da CERCIFAF, para estagiar na nossa empresa, estávamos longe de imaginar que hoje teríamos nove pessoas com deficiência a trabalhar na nossa empresa, provenientes da CERCIFAF. "A NOVA EXTRAL, firma que aqui represento, nada fez de especial ou transcendente. Limitou-se a ver para crer e depois acreditar que era possível integrar nos seus quadros pessoas que sofrem de estigmas que muito as fragilizam. Por vezes não nos apercebemos que as pessoas com deficiência também têm sentimentos, virtudes e defeitos, alegrias e tristezas como todos nós. Antes, já outros empresários tinham efectuado a sua contratação. Diziam-nos que não estavam arrependidos, bem pelo contrário. Hoje e aqui, também queremos dizer aos senhores empresários que ainda não fizeram esta experiência que vale a pena tentar e descobrir. É que para além de admitir um trabalhador, a empresa fica a ganhar noutros aspectos em que a humanização da mesma é um factor a considerar". Também Sónia Fernandes deu conta do seu estado de espírito quando disse "Estou contratada há quatro anos mas agora estou em pânico, porque este contrato termina em Agosto e não sei se vou ficar na escola. Era muito injusto porque eu sei que faço bem as minhas tarefas. Porquê sair e ser substituída por outra pessoa quando estou a cumprir as minhas funções há quatro anos e o lugar continua a ser necessário? Nas intervenções produzidas pelos membros do painel ficou evidenciado o muito trabalho já feito e o muito que ainda falta fazer em defesa dos direitos das pessoas com deficiência cuja Declaração foi aprovada pela ONU em 2008 e ratificada por Portugal em 2009.

Arquivo CFE

| Página optimizada para uma resolução de 1360x768 ou superior. | Google Chrome v.22 ou superior. | Webmaster roger@cercifaf.pt |